CONCURSO DE EMPREENDEDORISMO OESTE PORTUGAL 2014

banner

 

O Concurso de Empreendedorismo Oeste Portugal 2014 desenvolvido pela ROE – Rede Oeste Empreendedor realizou-se entre o dia 20 de junho e 31 de outubro de 2014.

A Cerimónia de entrega dos prémios decorreu no dia 22 de janeiro de 2015.

REGULAMENTO Concurso 2014

Classificação:

1º Lugar – Projeto: Montejunto Glamping

Empreendedor: Nuno Filipe Nunes de Carvalho Alves dos Santos e Cláudia Martins

2º Lugar – Projeto: PowerGreen

Empreendedor: Rita Carneiro, Edgar Filipe e Lénia Rato

3º Lugar – Projeto: Lagoon Flow

Empreendedor: Tiago Pereira e Eduardo Morgado

4º Lugar – Projeto: TrailZone

Empreendedor: Jorge Daniel Lopes, Tiago Pedro e Pedro Teixeira

5º Lugar – Projeto: Casa de campo “Cela Velha”

Empreendedor: Rui Oliveira, Inês Santos e Ema Oliveira

6º Lugar – Projeto: Banco cooperativo do empreendedorismo – plataforma de permutas empresariais

Empreendedor: Bruno Ricardo Ferreira e Maria Gomes

7º Lugar – Projeto: MobilizArte

Empreendedor: Filipa Alexandra dos Reis Machado Rodrigues

8º Lugar – Projeto: Sociedade Turística e de Desenvolvimento Sócio-Económico do Sobral de Monte Agraço, S.A.

Empreendedor: João António Gonçalves Simões Baião

9º Lugar – Projeto: Costa Verde e Prata- Associação de Turismo do Oeste

Empreendedor: Olívia Maria Guerreiro Martins Rodrigues da Costa e Marisa Filipe

Breve resumo dos Projetos:

Projeto: Montejunto Glamping

O Glamping surge da junção entre as palavras glamour + camping, aliando o prazer do campismo, ao luxo dos melhores quartos de hotéis. Apesar de em Portugal ainda ser um conceito recente, é uma ideia promissora e que desperta já o interesse de nichos de mercados tanto a nível nacional como internacional, estes últimos já mais familiarizados com este conceito.

O projeto Montejunto Glamping tem como objetivo desenvolver um parque de campismo, constituído por tendas Yurt, onde os clientes tenham todas as comodidades de uma unidade hoteleira. As tendas são totalmente mobiladas, tendo cada tenda a sua própria instalação sanitária.

 A localização seria a do atual parque de campismo rural da Serra de Montejunto explorado pela Câmara Municipal do Cadaval.

Projeto: PowerGreen

O projeto PowerGreen tem por base o desenvolvimento de projetos de bioengenharia fornecendo consultoria técnica, financeira e legislativa para a dinamização de limpeza e recolha de biomassa; a Implementação, operação e manutenção de unidades de produção de biogás/biometano a partir da comercialização de resíduos verdes como matéria-prima e o desenvolvimento de tecnologias para a produção de biogás/biometano.

O projeto pretende atuar principalmente no mercado alvo de empresas relacionadas com o setor agrícola. O serviço a prestar visa alcançar uma carência evidenciada pelo mercado em acompanhamento e aconselhamento técnico-económico sobre as soluções tecnológicas disponíveis e adequadas às necessidades de cada tipo de cliente.

Projeto: Lagoon Flow

A “Lagoon Flow” pretende ser uma extensão da Lagoa de Óbidos “Lagoon”, a maior lagoa de água salgada da Europa e uma das referências naturais da região, por outro lado oferecer aos seus visitantes uma corrente “flow” de serviços que vá de encontro às suas necessidades e desejos. A sua missão passa por responder diretamente ao turista.

A Lagoon Flow iniciou atividade em junho, com oferta dos seguintes serviços: aluguer de bicicletas, aluguer de automóveis e organização de percursos turísticos. O serviço consiste na utilização temporária de dois meios de transporte, carro e bicicleta, permitindo uma maior liberdade e mobilidade ao cliente que se encontra de férias, em paralelo a este serviço surgem os percursos turísticos designados tours que permitem ao cliente um conhecimento do território local/nacional através destes dois meios de transporte de uma forma orientada.

Projeto: TrailZone

Empresa de organização de eventos, comunicação e marketing na área do desporto e atividades ao ar livre, mais concretamente no mercado da corrida (trail running), pedestrianismo, caminhada lúdica e trekking.

A ideia surge com base na já constante organização de eventos de corrida e caminhadas no concelho de Alenquer, sendo que o objetivo principal passa por proporcionar os seguintes produtos/serviços a todos os amantes de atividades do género na zona: eventos, formação e workshops práticos, diversão, informação e outras atividades várias.

Projeto: Casa de campo “Cela Velha”

O projeto tem como objetivo fornecer um serviço, rustico, de alojamento e de turismo de natureza, no âmbito do Turismo em Espaço Rural, através de uma Casa de Campo instalada num antigo moinho de água.

Pretende promover e dinamizar a ruralidade local, promovendo o eixo geográfico Nazaré / Alcobaça, apelando à disponibilidade de mar e serra existente, desde o pico da maior onda do mundo (Nazaré) até ao imperial Mosteiro de Alcobaça (considerado património Mundial pela UNESCO).

Projeto: Banco cooperativo do empreendedorismo – plataforma de permutas empresariais

O banco cooperativo do empreendedorismo (nome de teste) é uma plataforma sem fins lucrativos para transações em rede utilizando para tal uma margem de negociação de créditos comerciais, especialmente vocacionada para promover novos negócios, através da capacitação inicial para a empresarialização por meio do microcrédito.

Meio complementar de liquidez, totalmente autónomo e reforçado por um sistema de reputação entre membros associados. Possível expandir ou replicar em incubadoras e associações de promoção do empreendedorismo.

Projeto: MobilizArte

Projeto de Educação Artística não formal dirigido à comunidade. Atividade Artística (artes plásticas) dirigida a indivíduos residentes ou utentes em instituições/lares/centros de dia. Pretende-se a promoção da auto realização de cada elemento e o seu bem estar global, através de sentimentos de gratificação pessoal e social mediada pelo fazer artístico com suporte e orientação individualizada, bem como da experiência socializadora da partilha pública das obras. Enfoque na sensibilização da comunidade para aspetos relacionados com a Inclusão e Acessibilidade.

O projeto destina-se a toda a comunidade adulta sem qualquer limite de idade, incluindo a população sénior, por acreditarem que através do seu potencial expressivo e comunicativo, a atividade artística colabora na prevenção e preservação da saúde física e mental, propiciando uma melhor qualidade de vida.

Projeto: Sociedade Turística e de Desenvolvimento Sócio-Económico do Sobral de Monte Agraço, S.A.

O projeto tem como finalidade desenvolver no Concelho do Sobral de Monte Agraço um projeto orientado para o turismo, baseado no potencial paisagístico, património histórico, gastronomia, agropecuária, agroindústria, agricultura biológica , caça, diversão e cultura, em síntese, defesa do Ambiente, envolvendo as diferentes atividades económicas da região, de interesse para o projeto revitalizador da economia local e nacional, enquanto integrado na riqueza endémica de região do concelho do Sobral de Monte Agraço. Outros concelhos limítrofes integrarão parcelarmente este projeto.

Projeto: Costa Verde e Prata- Associação  de Turismo do Oeste

A Costa Verde e Prata- Associação de Turismo do Oeste, é uma associação sem fins lucrativos, com personalidade jurídica e estatutos próprios. Tem por base o conceito de desenvolvimento local e o de desenvolvimento regional através de uma abordagem holística e integradora dos municípios e de todos os atores sociais e locais da região Oeste. Ambiciona ser um parceiro cultural, social e económico dos vários atores locais , integrando na própria Associação entidades representativas da região oeste como Autarquias, Juntas de freguesia, Igreja Católica, REFER e Privados detentores de património cultural e social de relevante interesse histórico e turístico.

Prémios:

Considerando que existem cinco prémios, os mesmos serão entregues aos primeiros cinco classificados, desde que os promotores efetivem o início do seu projeto no prazo de 6 meses da comunicação dos resultados. Neste sentido o prémio que fique disponível será atribuído automaticamente ao empreendedor que se encontrar a seguir na lista de seleção.

Prémios a atribuir aos 10 primeiros concorrentes:

Todos os concorrentes têm direito, a apoio da AIRO, considerando que está previsto no regulamento que os 10 primeiros concorrentes, têm direito a Acompanhamento técnico de aconselhamento nas áreas financeira, gestão, criação de empresa, jurídica, candidatura a sistemas de incentivos.

Prémios a atribuir aos 5 primeiros classificados:

– Centros Incubadores e +parques Tecnológicos da Região Oeste

Alcobaça

•Consultadoria e apoio técnico com vista à criação/formalização do plano de negócios necessário à obtenção de financiamento para concretização de um projeto empresarial – até ao limite de 160 horas;

•Apoio e suporte técnico necessário à impressão dos materiais gráficos necessários à promoção da empresa – até ao limite de 200 euros;

•Participação gratuita nas formações, seminários e conferências organizadas pelo Parque de Negócios de Alcobaça, no âmbito do apoio às empresas start-ups – durante a vigência do voucher;

Caldas da Rainha

•1 ano de Incubação gratuita

Óbidos

•6 meses de Incubação Virtual gratuita

Torres Vedras (TORRES INOV-E Centro Criativo)

•3 meses de alojamento gratuito num espaço de trabalho em espaço de escritório partilhado que inclui: posto de trabalho, internet, receção e atendimento de chamadas, chamadas gratuitas para números fixos nacionais, acesso a 5 horas mensais em salas de reunião, espaço lounge (micro-ondas, frigorifico e máquina de café);

•33 meses de incubação num espaço no Centro Histórico da Cidade de Torres Vedras, em que o incubado beneficiará de uma negociação de rendas crescentes e controladas com proprietários de espaços devolutos. No site: torresinov-e.estufa.pt está disponível a bolsa de espaços, e as rendas funcionarão do seguinte modo: nos primeiros 9 meses o incubado paga 50% do valor da renda, passa para 75% do valor da renda nos 6 meses subsequentes e a partir do 16º mês passa para 100%)

• Domiciliação fiscal da sede social da empresa;

• Consultadoria de gestão e acompanhamento do negócio;

• Apoio e informação sobre candidaturas e financiamento;

• Workshops e/ou cursos de formação profissional;

• Benefícios nos serviços prestados pelos nossos parceiros;

• Dinamização de eventos que potenciem o networking;

• Interligação com Gabinete de Apoio às Empresas da CMTV e Portal de Negócios WWW.TORRESVEDRASNEGOCIOS.COM

– Apoio técnico a prestar pela AIRO:

•Desenvolvimento de projeto de viabilidade económico-financeira. A atribuir aos 3 primeiros projetos selecionados pelo Júri;

•Apoio à criação de 3 sites de promoção das ideias de negócio dentro da plataforma Oeste Ativo.

•Acompanhamento técnico de aconselhamento nas áreas financeira, gestão, criação de empresa, jurídica, candidatura a sistemas de incentivos. A atribuir aos 10 primeiros projetos selecionados pelo Júri;

•Criação de imagem gráfica e estacionário a atribuir ao primeiro classificado;

•Participação gratuita nos workshops e seminários promovidos pela AIRO a todos os empreendedores que iniciem atividade no período de um ano após desenvolvimento do concurso de empreendedorismo.

Premios_2015_2

 

Concurso de Empreendedorismo Oeste Portugal 2014